ufla

 

 

 

   
  PRIMULACEAE
   
 

Classificação Botânica          

Divisão: Magnoliophyta        
Classe: Magnoliopsida          
Ordem: Ericales         
Família: Primulaceae 
Gênero: Androsace
Espécie: A. sempervivoides

 
Descrição botânica
Família formada por ervas, comumente rizomatosas; folhas simples, sem estípulas, com margens inteiras ou serrilhadas, dispostas em caule curto, formando rosetas. Inflorescência racemosa, cimosa ou representada por flores isoladas, vistosas, bissexuadas, actinomorfas; cálice frequentemente pentâmero, gamossépalo; corola também pentâmera, gamopétala, prefloração imbricada; estames iguais ao número de pétalas, epipétalos; ovário súpero, gineceu gamocarpelar, pentacarpelar, unilocular, pluriovulado, placentação central livre. Fruto do tipo cápsula.
 
Ocorrência
Primulaceae caracteriza-se como uma família de clima frio, com espécies predominantemente no Hemisfério Norte. Abarca 9 gêneros, com cerca de 900 espécies, a maioria concentradas no gênero Primula. No Brasil, não ocorrem espécies nativas.
 
Uso paisagístico
Apenas espécies do gênero Primula, incluindo algumas cultivares, são utilizadas como plantas ornamentais, comumente plantadas em vasos e jardineiras, e, às vezes, em canteiros à meia-sombra, formando conjuntos floridos.
 
Gêneros
 
 

Androsace, Cortusa, Dionysia, Primula, Soldanella, Vitaliana.

 
 
Principais espécies
 
Foto: J. B. Sodré

Primula obconica

 
Descrição

Espécie herbácea, acaule, com cerca de 0,25 m de altura, originária da China, com folhas simples, dispostas em rosetas, recobertas por tricomas urticantes. Inflorescência densa, sustentada por hastes longas, terminais, despontando acima da folhagem, lembrando buquê. Flores simples ou dobradas nas cores lilás, roxa, laranja, salmão e branco. Propaga-se por sementes, a partir do outono.

 
Uso paisagístico
Planta perene, porém tratada como anual, cultivada à meia-sombra, preenchendo vasos e jardineiras, durante a floração, muito exuberante. Pode ser usada em canteiros de jardins protegidos, preferencialmente em ambientes frescos.
 
 
 
Foto: J. B. Sodré

Primula x polyantha

 
Descrição

Variedade herbácea, obtida em cultivo através de cruzamento em espécies do gênero Primula originárias da Europa; com folhas dispostas em rosetas delicadas, caracterizadas por nervuras sulcadas, produzindo textura bastante ornamental. Inflorescência vistosa, no centro da planta, arranjada sobre haste curta, nas cores vinho, rosa, amarela, laranja, roxa e branca; as flores de tons vibrantes apresentam centro amarelado e bem contrastante. Propaga-se por sementes, postas para germinar no outono.

 
Uso paisagístico

Espécie indicada para regiões frias quando plantadas em canteiros de jardins, protegidas do sol pleno. Quando cultivadas em vasos e jardineiras, devem ser colocadas em locais protegidos. Após a floração, a planta deve ser tratada como anual.