ufla

 

 

 

   
  GERANIACEAE
   
 

Classificação Botânica        

Divisão: Magnoliophyta        
Classe: Magnoliopsida          
Ordem: Geraniales    
Família: Geraniaceae
Gênero: Geranium
Espécie: G. ‘Rozanne’

 
Descrição botânica

Família formada por ervas, comumente aromáticas, eventualmente subarbustos; folhas geralmente alternas, simples ou compostas (palmadas), com ou sem estípulas. Inflorescência cimosa (umbeliforme), menos frequentemente reduzida à flor isolada; flores, em geral, vistosas, frequentemente bissexuadas, actinomorfas, a exemplo do gênero Pelargonium ou actinomorfas; cálice com 4 a 5 sépalas, gamossépalo ou dialissépalo, geralmente calcarado; corola de 4 a 5 pétalas, dialipétala, prefloração comumente imbricada; estames livres ou unidos entre si, em número de 5, 10 ou 15, anteras rimosas, nectários presentes; ovário súpero, com 5 lóculos, gineceu único ou gamocarpelar. Fruto do tipo esquizocarpo.

 
Ocorrência
Com aproximadamente 800 espécies distribuídas em 7 gêneros, a família Geraniaceae é predominantemente subtropical. No Brasil são dois gêneros (Erodium e Geranium), com cerca de 5 espécies conhecidas, oriundas de regiões mais frias do país.
 
Uso paisagístico
O gênero Pelargonium, com muitas espécies e variedades, é o mais representativo no paisagismo, principalmente as espécies P. domesticum, P. hortorum e P. peltatum. As espécies citadas são frequentemente usadas em áreas abertas e ensolaradas nos jardins e nas jardineiras suspensas.
 
Gêneros
 
 
Erodium, Geranium, Monsonia, Pelargonium, Sarcocaulon.
 
 
Principais espécies
 
Foto: J. B. Sodré
Pelargonium hortorum
 
Descrição

Planta natural da África do Sul, de ciclo de vida perene, abrangendo grande número de variedades hortícolas, de porte ereto e textura semi-herbácea, atingindo até 0,70 m de altura. Suas folhas, arredondadas e levemente recortadas, podem apresentar manchas escuras no centro ou serem variegadas. Inflorescências perfumadas e de belo efeito ornamental, surgem acima da folhagem, lembrando buquês, nas mais variadas cores puras ou manchadas, simples, e também, dobradas. Propaga-se por estacas.

 
 
Uso paisagístico
Utilizadas frequentemente como plantas de jardins, formando bordaduras nos locais ensolarados ou em vasos e jardineiras, nas mesmas condições de luminosidade.
 
 
 
Foto: J. B. Sodré
Pelargonium peltatum
 
Descrição

Espécie herbácea, originária da África, perene, de hábito pendente devido aos longos ramos que sustentam folhagem decorativa, recortadas, lembrando folhas de heras, semissuculentas, lisas e brilhantes. Inflorescências muito vistosas, sustentadas por longas hastes pendentes, formadas por flores simples ou dobradas, nas mais diversas cores, porém desprovidas de perfume. Propaga-se por estacas em ambientes de estufa.

 
Uso paisagístico

Planta indicada para regiões de temperaturas mais amenas, pois aprecia o frio. Espécie largamente utilizada como planta de jardineiras ou vasos, onde possa pender sua ramagem, a exemplo de janelas e sacadas.

 
 
Outras espécies
 
Foto: J. B. Sodré
Pelargonium domesticum
 
 
 
Foto: J. B. Sodré
Pelargonium hortorum 'Vancouver Centennial'
 
 
 
Foto: J. B. Sodré
Pelargonium hortorum 'Variegata'