ufla

 

 

   
  ERICACEAE
   
 
Classificação Botânica 

Divisão: Magnoliophyta 
Classe: Magnoliopsida 
Ordem: Ericales 
Família: Ericaceae 
Gênero: Kalmia 
Espécie: K. latifolia
 
Descrição Botânica
Família formada por árvores, arbustos e subarbustos, raramente lianas. Folhas simples, alternas, raramente opostas ou verticiladas, desprovidas de estípulas. Inflorescência terminal ou axilar, comumente racemosa, às vezes, reduzida à flor isolada; flores freqüentemente vistosas, geralmente bissexuadas, actinomorfas, às vezes, aparentemente zigomorfas, a exemplo do gênero Rhododendron; cálice geralmente pentâmero, formado por sépalas unidas na base ou totalmente livres; corola habitualmente pentâmera, frequentemente gamopétala, geralmente urceolada, prefloração imbricada ou convoluta; estames comumente epipétalos (inseridos na pétala) com o dobro do número das pétalas, às vezes, mais numerosos, anteras geralmente poricidas; ovário súpero ou ínfero, pluricarpelar com vários lóculos normalmente pluriovulados, placentação comumente axial. Fruto dos tipos cápsula (loculicida ou septicida), baga ou drupa.
 
Ocorrência
Ericaceae é uma família cosmopolita, habitando solos preferencialmente ácidos em todos os continentes e perfazendo cerca de 130 gêneros e mais de 3000 espécies. No Brasil, são encontrados principalmente em áreas de maior altitude, sendo conhecidas cerca de 100 espécies dentro de 12 gêneros.
 
Uso paisagístico
No paisagismo, a família é representada, quase que exclusivamente, pelo gênero Rhododendron, sendo comum encontrar espécies diversas de azaléia, formando maciços coloridos nos jardins de todo o mundo. Além do gênero Rhododendron, espécies de Kalmia são também cultivadas como ornamental nos nossos jardins, principalmente nas regiões de altitude.
 
Gêneros
 
 
Bejaria, Erica, Gaylussacia, Kalmia, Rhododendron, Vaccinium.
 
 
Principais espécies
 
Foto: J. B. Sodré
Rhododendron simsii
 
Descrição
Planta arbustiva, lenhosa, originária da China, obtida por hibridação, chegando até 1,50 m de altura. Folhagem meio áspera, semidecídua nas épocas frias. Floração exuberante, representada por flores simples ou dobradas, muito vistosas, nas cores vermelhas, arroxeadas, róseas, brancas, também listradas. Propaga-se por estacas de ponta, em ambientes de estufa.
 
Uso paisagístico
Arbusto ideal para formação de maciços coloridos, grupos ou plantado como espécie isolada, aproveitando-se exemplares adultos e bem formados. Também cultivado como planta de vaso ou em jardineiras, sempre a pleno sol.
 
 
 
Foto: J. B. Sodré
Rhododendron thomsonii
 
Descrição
Arbusto lenhoso, originário da China, muito ramificado, com até 4m de altura. Folhagem decorativa, elíptico-ovalada, de consistência coriácea, persistente, agrupada nas pontas dos ramos. Inflorescência muito vistosa, terminal, nas cores vermelhas ou róseas. Propaga-se por alporquia, enxertia ou estaquia, neste caso, em ambientes de estufa.
 
Uso paisagístico
Cultivada a pleno sol como exemplar isolado, fazendo-se uso de plantas já desenvolvidas, ou em grupos. Planta ideal para regiões frias.